Experiência com Deus

“Quando Moisés desceu da montanha do Sinai, trazendo nas mãos as duas tábuas da Aliança, não sabia que a pele de seu rosto resplandecia por ter falado com o Senhor”. Ex 34, 29-35
A experiência vivida por Moisés de ter o rosto resplandecente ao falar com Deus, mostra que, a experiência que se faz com Deus, produz sinais internos, mas também externos. Um homem de Deus é visto em sua diferença por aqueles que o circundam. Esse brilho, essa diferença pode ser na maneira de olhar, de falar, de agir, de reagir, de trabalhar, de sofrer… O certo é que, aquele que fala com Deus em uma Missa, em um momento de oração, em sua Igreja, com a sua fé, ou seja, que se entrega a Deus, tem brilho no rosto, resplandece, se destaca dos demais, não por ser superior ou ter estudos, mas porque esse brilho é a própria presença de Deus.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *