Morada no Céu

Um homem muito rico morreu e foi recebido no céu.

O anjo guardião levou-o por várias alamedas e foi lhe mostrando as casas e moradias.

Passaram por uma linda casa com belos jardins.

O homem perguntou:

— Quem mora aí?

O anjo respondeu:

— É o Raimundo, aquele seu motorista que morreu no ano passado.

O homem ficou pensando:

“puxa! O Raimundo tem uma casa dessas! Aqui deve ser muito bom!”

Logo a seguir surgiu outra casa ainda mais bonita.

— E aqui, quem mora?

– perguntou o homem.

O anjo respondeu:

— Aqui é a casa da Rosalina, aquela que foi sua cozinheira.

O homem ficou imaginando que, tendo seus empregados magníficas residências, sua morada deveria ser no mínimo

um palácio.

Estava ansioso por vê-la.

Nisso o anjo parou diante de um barraco construído com tábuas e disse:

— Esta é a sua casa!

O homem ficou indignado:

— Como é possível!

Vocês sabem construir coisa muito melhor.

— Sabemos

– responde o anjo

– mas nós construímos apenas a casa.

O material é você mesmo que seleciona e nos envia lá de baixo.

Você só enviou isso!

Moral da história: cada gesto de amor e partilha é um tijolo com o qual construímos a eternidade.

Tudo se decide por aqui mesmo, nas escolhas e atitudes de cada dia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *