Uma chuva de pão diariamente

Hoje cedo fiz minha oração com este versículo 4 do capítulo 16 do Livro do Êxodo: “Vou fazer chover pão do Alto do Céu. Sairá o povo e colherá diariamente a porção que lhe cabe”. O povo de Deus ao fugir do Egito, chefiado por Moisés, atravessa o mar e começa a reclamar da fome. Então Deus faz vir do Céu codornas e o maná. Um sinal claro de que Ele jamais abandona o Seu povo, nem tampouco permitiria que morressem de fome.  Trazendo esta Palavra para mim, fica claro o seguinte:

1)) Existe uma porção de “pão” que me cabe, reservada para mim, vinda do Alto do Céu diariamente.

2) Preciso então, sair e colher diariamente. (É Deus quem dá mas preciso fazer minha parte, sair e colher, não ficar de braços cruzados, simplesmente dizendo: Deus proverá).

Resumindo: Deus tem um “pão” para cada dia, algo para que vivamos a cada dia. Um dia perdoar, amar, sorrir, ser paciente, etc. E só descobre qual é o “pão” daquele dia quem reza. A vida de oração nos tira da monotonia, do tédio. Porque rezar é este movimento de sair e colher o pão. Para quem reza diariamente a vida é um novidade, não come a mesma coisa todo dia (porque convenhamos, é horrível comer a mesma coisa todo dia).

Deus faz a parte dEle: Faz chover pão diariamente. Faça a sua: Saia e colha. E se você não pegar a sua porção diária, vai ficar fraco, sem forças para trabalhar, para se relacionar, para perdoar… E o pior, pode ficar doente e até vir a morrer espiritualmente, afetivamente e até mesmo fisicamente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *