Libertar-se das angústias

Chamamos por angústia a sensação psicológica, caracterizada por “abafamento”, insegurança, falta de humor, ressentimento, dor e ferida na alma. Na psiquiatria a angústia é uma doença que pode produzir problemas psicossomáticos. Também é bom saber que pessoas que apresentam o quadro de angústia sem acompanhamento profissional, desenvolvem outros distúrbios emocionais, tais como cansaço físico-mental, abaixamento do auto estima e comportamentos desadequados.

Mesmo pessoas de caráter forte que, com determinação tentam ignorar a angústia, muitas vezes não escapam de situações dolorosas.

Na Bíblia existem vários relatos sobre a angústia, por exemplo em Gên 42, 21 quando os irmãos de José chegaram ao Egito e encontraram no palácio seu irmão e não sabendo o que fazer disseram uns aos outros: “Na verdade somos culpados, no tocante a nosso irmão, pois lhe vimos a angústia na alma, quando nos rogava e não lhe acudimos…”. em Jô 7,11 ouvimos Jô dizer: “Por isso não reprima minha alma, falarei na angústia do meu espírito, queixar-me-ei na amargura da minha alma”.

E o Cristo também nos diz em Jo 16, 33: “No mundo passais por aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”.

Quando passamos por angústias, quando não sabemos mais o que fazer, podemos olhar para Jesus e nos lembrar que suas angústias forma bem maiores. Ele lutou contra a angústia não somente na cruz mas também quando nas perseguições e no Getsêmani: a  angústia de saber que iria morrer. Jesus experimentou as piores profundezas da angústia, o que significa que sofreu grandes aflições.  Isto pode ser um consolo em nossas angústias.

Como podemos vencer nossas angústias? Rezando com total confiança em Jesus Cristo, através de petições e súplicas. Tiago em sua carta Tg 13 diz: “Esta alguém entre vós sofrendo? Faça orações”.

Será que não deveríamos reconhecer que muitas vezes somos suaves demais em nossas orações, ou seja, não concentramos, não interiorizamos, não confiamos de forma incondicional nossa oração com Deus? Confiar em Deus, significa rezar com Ele. Diz o Salmo 18, 6 : “Na minha angústia invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus”.

Devemos insistir tanto ao Senhor ao ponto de levar uma vida de oração perseverante. Somente assim venceremos as angústias.

Quando elas quiserem se apoderar de você, de suas emoções invoque o Todo Poderoso em oração.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *