Convivendo com pessoas de má vida!

Quando lemos os evangelhos, podemos notar que os fariseus e doutores da Lei faziam críticas severas a Jesus sobretudo pela acolhida que ele dava aos “pecadores”. “Este homem recebe e come com pessoas de má vida!” E este era o grande erro dos fariseus: Criticavam Jesus por conviver com tais pessoas. Eles não entendiam que a Lei que ostentavam que conheciam, estava apenas gravada na mente deles e não no coração. Por isso, achavam que Jesus estava errado, ao conviver com os tais “pecadores”. Mas Jesus se aproximava e e conquistava os “pecadores” por que a Lei trazida por Ele, estava impregnada de Misericórdia.

A verdadeira prática religiosa trás em si 3 exigências:

1) O que aprendi e aprendo sobre fé precisa não somente estar na minha mente, mas sobretudo no meu coração. Decorar versículos e leis é bonito, mas antes precisa ser vivido.

2) O que falo sobre fé precisa estar impregnado, revestido de Misericórdia, senão vira fardo para mim e para quem me ouve.

3) A vivência da fé passa pelo amor ao irmão. Como aconteceu com Jesus, que recebia e comia com pessoas de má vida, sem praticar o que eles praticavam.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *