Rezar de fato ou “cumprir tabela”?

É preciso que, ao rezarmos, quando nos dirigirmos a Deus, tenhamos de fato uma experiência com Ele. A nossa vida de oração não pode ser do tipo “pra cumprir tabela”, ou seja: Rezamos sim mas com pressa, ou para pedir simplesmente uma Graça, ou ainda por medo de Deus e um sentimento supersticioso que se não rezar dá um azar danado…

Rezar precisa ser uma relação de amor, de amizade profunda, onde preciso falar, mas também escutar. Preciso me dizer para o outro, mas também ouvir o que o outro tem a dizer para mim.

Se ao rezar minha intenção for assim, experimentarei a alegria de ser alguém que de fato, tem vida de oração!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *