O que faço, mostra quem sou…

Ao ser questionado pelos fariseus de onde vinha o seu poder de curar, Jesus respondeu-lhes: “As obras que me Pai me deu para executar, essas mesmas obras que faço, testemunham a meu respeito, que o Pai me enviou”. Então, este era claramente o sinal que mostrava a origem de Jesus. As obras que Ele fazia, eram sinal do que Ele era: O Filho de Deus.

O que fazemos exteriormente, é manifestação daquilo que somos interiormente. “A boca fala daquilo que está cheio o coração”. Agressividade, palavras duras, atitudes grosseiras, mal humor, tristeza perene… Todas essas coisas são sinais de que algo está errado em mim.

É preciso cuidar do nosso interior, do nosso coração; se assim fizermos tudo à nossa volta vai ser melhor, os ambiente que frequento serão impregnados de coisas boas. Como é bom quando alguém diz: “Você transmite paz”. E como é triste quando a respeito de algumas pessoas se diz: “Não aguento ficar um minuto perto do fulano”. Qual destes dois você quer ser?

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *