Natal, tempo de coerência do que se fala com o que se vive

“Quando se fala de homens que são perigosos como lobos, eu discordo. Os lobos são lobos. E sabemos disso. E eles não escondem o que são. Então, não é difícil deles nos prevenirmos. Quanto aos homens, meu amigo, esses sim, são assustadores. Como saber suas intenções? Como confrontar discurso com pensamento? É evidente que alguns enganam e, por isso, mudam de opinião, mas há tantos que pensam uma coisa e dizem outra… E é isso que eu lamento na política. E na vida”.  LV Sócrates e Tomas More – Gabriel Chalita.

Seriedade, sinceridade, coerência da fala com a ação… Isso é natal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *