Natal, tempo de presentes

Quando João batista nasceu, seu pai Zacarias profetizou a respeito dele dizendo: “E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho”. Esta missão João batista cumpriu e muito bem. Fico a pensar que é também esta a missão de cada pessoa que se diz Cristão. Nos dias que antecedem o Natal, o mundo carece de pessoas que falem quem é o aniversariante, pessoas dispostas a ser presença de Jesus através de um sorriso, um abraço, acolhendo alguém… Atitudes como estas valem mais do que qualquer presente. Escutei um dia desses a frase: “O maior presente é ser presença”. Claro que dar e ganhar presente é bom! Mas que adianta um pai que dar um maravilhoso presente, mas não senta para brincar com seu filho, saber de suas angústias, sorrir com ele, chorar com ele… Quantos casais se presenteiam no Natal, mas não dialogam mais… Tantos filhos perdem tempo numa fila de shoping para comprar presente para os pais, mas não têm paciência de conversar, de fazer juntos uma refeição…

Não sou contra os presentes, mas é preciso que tenhamos consciência que o maior presente é ser presença…

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Acesse e divulgue: www.equilibrioarp.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *