Sou invencível

Assisti neste final de semana o filme INVICTUS, que mostra Nelson Mandela assumindo a presidência do seu país e mostrando como ele superou dia a dia os quase 30 anos preso injustamente, inspirado neste poema:
“Dentro da noite que me rodeia
Negra como um poço de lado-a-lado
Eu agradeço aos deuses que existem
Por minha alma indomável
Nas garras cruéis da circunstância
Eu não tremo ou me desespero
Sob os duros golpes da sorte
Minha cabeça sangra,
Mas não se curva,
Além deste lugar de raiva e choro
Para somente o horror da sombra
E, ainda assim a ameaça do tempo
Vai me encontrar e me achar, destemido
Não importa se o portão é estreito,
Não importa o tamanho do castigo.
Eu sou o dono do meu destino.
Eu sou o capitão da minha alma”
Seja qual for a dor, o sofrimento, é preciso como Mandela ter uma inspiração e a certeza de que, com determinação, força de vontade e Graça divina, somos também invencíveis…
DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *