Mesmo na seca é possível produzir frutos

Diante do texto em negrito, veja a qual desses homens você se assemelha: “Eis o que diz o Senhor: Maldito o homem que confia em outro homem, que da carne faz o seu apoio e cujo coração vive distante do Senhor! Assemelha-se ao cardo da charneca e nem percebe a chegada do bom tempo, habitando o solo calcinado do deserto, terra salobra em que ninguém reside. Bendito o homem que deposita a confiança no Senhor, e cuja esperança é o Senhor. Assemelha-se à árvore plantada perto da água, que estende as raízes para o arroio; se vier o calor, ela não temerá, e sua folhagem continuará verdejante; não a inquieta a seca de um ano, pois ela continua a produzir frutos.”

De fato, alguns põem a confiança simplesmente naquilo que é humano, esquecendo que sem a Graça de Deus nada se é, nada se faz… A Palavra fala de maldito e bendito. A pessoa que não confia, que não se apoia em Deus atrai o mal sobre si, enquanto que quem confia em Deus, atrai benção.

E um detalhe importante nesta Palavra: “não a inquieta a seca de um ano, pois ela continua a produzir frutos.” Passar por momentos de secura, de solidão, de sofrimento faz parte. E se não perdemos a confiança, ainda na dor, no sofrimento, na seca produziremos frutos: Alegria, perdão, paciência… Aí está a diferença: Os que confiam em Deus, ainda que na seca produzem. Os que não confiam, ainda que na abundância nada de bom produzem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *