Os fariseus, sempre queriam prender Jesus, para proibi-Lo de falar as verdades que falava. Em um desses momentos, “replicou-lhes Nicodemos, um deles, que de noite O fora procurar: ‘Nossa Lei condena acaso algum homem antes de ouvir e conhecer o que ele fez'”? Porém, mesmo diante desse parecer, não houve jeito. Jesus não foi ouvido, foi julgado e condenado injustamente.

A realidade da época não é diferente de hoje: Muitas vezes nós mesmos julgamos e condenamos as pessoas, sem ouvir. Alguém conta um fato e este se espalha, tornando-se “verdade”.

Nós falamos tanto em paz, em solidariedade… Mas precisamos ouvir. Uma coisa é aquilo que nossos olhos vêm, outra é o que de fato está no coração de alguém. Se tivermos alguma dúvida sobre o comportamento, sobre as atitudes de alguém, sobre algo que nos contaram, a primeira coisa a fazer deve ser ouvir a pessoa envolvida na situação; caso contrário, faremos o mesmo que fizeram com Jesus: Julgaremos e condenaremos. E o pior é quando isso acontecer a alguém que de fato esteja inocente na história, como Jesus estava.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!