A maneira de falar e ouvir faz toda diferença nos relacionamentos

“O Senhor Deus deu-me a língua de um discípulo para que eu saiba reconfortar pela palavra o que está abatido. Cada manhã Ele desperta meus ouvidos para que escute como discípulo”. 

Neste texto em negrito acima, retirado do livro do Profeta Isaías, diz que Deus deu a esta pessoa língua e ouvidos de discípulo. No dicionário, discípulo é uma pessoa que recebe instrução, aquele que aprende. Os maiores conflitos e dramas nos relacionamentos de pais e filhos, marido e mulher, nas famílias de forma geral, no trabalho e nas amizades estão no falar (na língua) e no ouvir.

É preciso fazer a experiência que o profeta Isaías fez de ter língua de discípulo. Aprender a falar como o Mestre, como Jesus falaria: Com mansidão, sem gritos, sem duplo sentido, com calma, ou até mesmo não falar, silenciar e esperar o momento certo. Ouvir também como discípulo: Não se escandalizar com o outro, ter paciência em escutá-lo, ser presença. Muitas pessoas nem precisam de conselhos, precisam de quem as ouça…

Reveja esta semana suas relações. Que tal fazer desta semana uma semana realmente Santa, com um verdadeiro jejum da língua e dos ouvidos?

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *