Não pare por causa de perseguições…

Divulgava-se, assim, a palavra do Senhor por toda a região. Mas os judeus instigaram certas mulheres religiosas da aristocracia e os principais da cidade, que excitaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e os expulsaram do seu território. Estes sacudiram contra eles o pó dos seus pés, e foram a Icônio. Os discípulos, por sua vez, estavam cheios de alegria e do Espírito Santo”.

O texto acima está no livro dos atos dos apóstolos. Paulo e Barnabé foram perseguidos e expulsos de onde estavam e, mesmo assim ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo. Parece incoerente, pois a lógica seria eles se lamentarem, até porque foram impedidos de falar de Jesus naquele lugar. Mas não é incoerência. O que os fazia sentir alegria e cheios da força do Espírito Santo, era a certeza do que estavam fazendo.

Quando temos convicções, quando temos a certeza do que estamos fazendo, como estamos fazendo e para quem estamos fazendo, as perseguições não nos abatem; elas acabam se tornando combustível para que permaneçamos firmes no objetivo. As grandes invenções da humanidade, as grandes conquistas exigiram do ser humano, custaram muito esforço, exigiram muita luta e perseverança. Muitos foram chamados de loucos. O próprio Jesus foi acusado de ser um possesso. Portanto, não pare nas perseguições…

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *