Amamos a Deus pelo que Ele é ou pelo que Ele faz?

Infelizmente, este versículo 4, do capítulo 6 do livro do profeta Oséias é uma grande verdade: “Que te farei Efraim? Que te farei Judá? Vosso amor é como a nuvem da manhã, como o orvalho que logo se dissipa”.

A humanidade nunca foi tão religiosa. Existe uma diversidade enorme de religiões. E vemos a cada dia pessoas indo de “porta em porta”, de igreja em igreja; pessoas que buscam simplesmente sinais, que buscam um Deus mágico, que solucionará todos os problemas; e ainda existem aqueles que, por tudo culpam a Deus: Pela falta de dinheiro, pelas doenças, pela miséria…

Amaremos a Deus de verdade, quando O buscarmos por aquilo que Ele é e não por aquilo que Ele faz. Esse amor é o amor verdadeiro, como nesta pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia dos Estados Unidos com um grupo de crianças de 4 a 8 anos. A pergunta dirigida a estas crianças foi: O que é o amor? Analisemos as respostas, pois também devemos amar a Deus sem interesses.

“Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, porque sabe que isso fere seus sentimentos” – Mathew, 6 anos

“Quando minha avó pegou artrite, ela não podia se debruçar para pintar as unhas dos dedos do pé. Meu avô, desde então, pinta as unha para ela. Mesmo quando ele tem artrite” – Rebecca, 8 anos

“Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, mesmo conhecendo há muito tempo” – Tommy, 6 anos

“Quando alguém te ama, a forma de falar seu nome é diferente” – Billy, 4 anos

“Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela” – Chrissy, 6 anos

“Amor é quando minha mãe faz café para o meu pai e toma um gole antes, ara ter certeza que está do gosto dele” – Danny, 6 anos

“Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta. – Nikka 6 anos.

“Quando você fala para alguém algo ruim sobre você mesmo e sente medo que essa pessoa não venha a te amar por causa disso, aí você se surpreende, já que não só continuam te amando, como agora te amam mais ainda” – Samantha , 7 anos

“Há dois tipos de amor, o nosso amor e o amor de deus, mas o amor de deus junta os dois” – Jenny, 4 anos

“Amor é quando mamãe vê o papai suado e mal cheiroso e ainda fala que ele é mais bonito que o Robert Redford” – Chris, 8 anos

“Durante minha apresentação de piano, eu vi meu pai na platéia me acenando e sorrindo. Era a única pessoa fazendo isso e eu não sentia medo” – Cindy, 8 anos

“Não deveríamos dizer eu te amo a não ser quando realmente o sintamos. e se sentimos, então deveríamos expressá-lo muitas vezes. As pessoas esquecem de dizê-lo” – Jessica, 8 anos

“Amor é se abraçar, amor é se beijar, amor é dizer não” – Patty, 8 anos

“Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro” – Mary Ann, 4 anos

“Deus poderia ter dito palavras mágicas para que os pregos caíssem do crucifixo, mas ele não disse isso. Isso é amor” – Max, 5 anos”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *