“O sentimento não é reprovável. O consentimento sim”. (Santo padre Pio).

Muitas vezes esquecemos que somos humanos e que, como seres humanos temos sentimentos. Sentimos raiva, sentimos medo, sentimos angústia, estamos sujeitos a desequilíbrios, a erros…

Uma coisa é sentir outra é consentir: Agir simplesmente de acordo com o que sinto. Não se condene pelos sentimentos que surgem, apenas vigie sobre eles, para que  você não dê vazão a eles, consentindo assim que eles comandem sua vida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!