“Não digas: A misericórdia do Senhor é grande, ele me perdoará a multidão dos meus pecados!”. Livro do Eclesiástico, capítulo 5, versículo 6.

       Existem pecadores que pecam por fraqueza; e este, me parece, é o maior número. Mas existem também pecadores que pecam de maneira calculada; Sim, de maneira calculada, já não se pode afirmar que houve ali muita fraqueza, houve sim cálculo em próprio favor.
       Há pessoas que, antes mesmo de pecar, já pensam no perdão que poderão conseguir logo depois. Toma posse do perdão, antes mesmo de ofenderem a Deus. Pecar planejando pedir perdão é um ato de imenso desrespeito ao Senhor que nos ama. Não se pode passar a perna em um ser onisciente e tão poderoso. O grande problema em cometer tais ações é o de que o Senhor não as perdoa, porque nelas não há arrependimento de fato e de verdade. Chorar pedindo perdão não é nem nunca foi sinônimo de arrependimento! Judas também chorou e foi se enforcar pelo que fez tendo remorso, mas Pedro chorou amargamente e mudou de direção. Isso sim é arrependimento: mudar de direção. Sempre escuto essa frase: Vou fazer isso… depois peço perdão a Deus! Não vamos entrar nessa, de pecar planejando pedir perdão!
Colaboração: Carlos, Ipatinga-MG
DEIXE SEU COMENTÁRIO!