Enfrentando a “noite escura”!

A nossa busca por Deus precisa ser como narrada no livro bíblico do Cântico dos Cânticos, capítulo 3, versículos de 1 a 4, transcritos abaixo; uma busca inquieta:

“Durante as noites, no meu leito, busquei aquele que meu coração ama; procurei-o, sem o encontrar. Vou levantar-me e percorrer a cidade, as ruas e as praças, em busca daquele que meu coração ama; procurei-o, sem o encontrar. Os guardas encontraram-me quando faziam sua ronda na cidade. Vistes acaso aquele que meu coração ama? Mal passara por eles, encontrei aquele que meu coração ama. Segurei-o, e não o largarei antes que o tenha introduzido na casa de minha mãe, no quarto daquela que me concebeu”.

A vida proporciona “noites”, “noites escuras”. São aqueles momentos de dor, de desencanto, de solidão, de perdas… Momentos onde é difícil acreditar na presença de Deus ou que Ele nos ouve. E nestes momentos cruzar os braços, ficarmos parados. Precisamos buscar a Deus, senão perdemos a fé. E quem perde a fé perde tudo, entregasse ao desespero e o desespero leva qualquer pessoa a cometer loucuras contra si próprio e contra os outros.

Portanto, diante das “noites escuras”, siga o roteiro descrito neste texto do Cântico dos Cânticos. Agora releia novamente, com calma: “Durante as noites, no meu leito, busquei aquele que meu coração ama; procurei-o, sem o encontrar. Vou levantar-me e percorrer a cidade, as ruas e as praças, em busca daquele que meu coração ama; procurei-o, sem o encontrar. Os guardas encontraram-me quando faziam sua ronda na cidade. Vistes acaso aquele que meu coração ama? Mal passara por eles, encontrei aquele que meu coração ama. Segurei-o, e não o largarei antes que o tenha introduzido na casa de minha mãe, no quarto daquela que me concebeu”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *