“A maioria de nós perde inimagináveis e riquíssimas oportunidades, simplesmente porque resolve se afastar do desconhecido; e isso inclui as pessoas também. Só por hoje, experimente aproximar-se de quem, por mil razões, causa-lhe algum tipo de aversão, medo, e o retira de uma específica zona de conforto. Experimente, alargue seus horizontes e os relacionamentos também. Quem ainda não experimentou, não sabe o que está perdendo. Quem se arriscou, pelo menos um pouquinho, já descobriu que o mundo é muito maior e mais bonito! Vai ficar esperando?”

A mensagem acima é do Ricardo Sá da Comunidade Canção Nova. De fato, a beleza do relacionar-se está “no diferente”. Sim, isso não é masoquismo; o diferente mexe conosco, nos tira da mesmice, e na verdade existe para nos impulsionar a sermos melhores.

Recordo-me de uma pessoa que me incomodava demais e eu não suportava ficar perto dele. Um dia rezei e disse para Deus: Senhor, eu vou me aproximar dele e não mais criticar ou condenar. Mas olhando pra ele quero não ser igual, não agir do mesmo jeito… Acredite, funcionou. Amei aquela pessoa do jeito que ela era e fui capaz de me tornar amigo dele… Faça o mesmo, deixe que “o diferente” te impulsione a ser melhor e não pior!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!