“De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele”. Esta afirmação é do evangelho de São João, capítulo 3, versículo 47. Verdadeiramente, na cruz Jesus nos livrou da condenação. Verdadeiramente, na cruz nos é garantida a vitória sobre todos os males: Físicos, espirituais, emocionais e materiais… Mas, se na cruz há vitória, por que males físicos, espirituais e emocionais e materiais nos atormentam, como doenças, dúvidas religiosas e de fé, depressão, solidão, problemas financeiros, desemprego? Porque na verdade, eles são literalmente cruzes. E o que fazer então diante das cruzes? A resposta vem de São Paulo, quando escreveu aos Gálatas, no capítulo 2, versículo 20: “Estou pregado à cruz de Cristo. Eu vivo, mas já não sou eu; é Cristo que vive em mim. A minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”. A tradução disso é: Diante das cruzes, olhar para Jesus. E olhando pra Ele, mesmo estando tudo escuro, não perder de vista que Ele ressuscitou, foi vitorioso. E sabendo que, a cruz d’Ele foi infinitamente mais pesada que a sua, você terá a vitória! Amém!

Nesse dia da Exaltação, diante de suas cruzes, quando elas lhe pesarem, diga várias vezes: Vou vencer! Amém!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!