“Naquele tempo, Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim. Com Ele iam seus discípulos e uma grande multidão. Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único; e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade a acompanhava. Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse: “Não chores!”Aproximou-se, tocou o caixão, e os que o carregavam pararam. Então, Jesus disse: “Jovem, eu te ordeno, levanta-te!” O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe. Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo: “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”. E a notícia do fato espalhou-se pela Judeia inteira e por toda a redondeza”.

Esta leitura é do evangelho de São lucas, capítulo 7, versículos de 11 a 17. Veja que situação: Jesus entra numa cidade seguido por uma grande multidão. Multidão esta de pessoas cheias de esperança, certamente cantando, sedentos e desejosos de vida. Deparam-se com outra multidão. Multidão de pessoas tristes, amarguradas, sem esperança por conta de uma rapaz que morreu: O filho único de uma viúva; porém, “ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse: “Não chores!”Aproximou-se, tocou o caixão, e os que o carregavam pararam. Então, Jesus disse: “Jovem, eu te ordeno, levanta-te!” O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe”. Diante deste feito, “Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo: “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”. E a notícia do fato espalhou-se pela Judeia inteira e por toda a redondeza”.

A esperança venceu! Sim, não esqueça deste episódio jamais! Aquele que está conosco é maior do que aqueles que estão contra. Se você hoje está com uma multidão de problemas e sofrimentos, peça a Jesus que toque nesta situação, como tocou no caixão daquele rapaz morto, pois “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo!”

DEIXE SEU COMENTÁRIO!