“Dissestes: É trabalho perdido servir a Deus. Que ganhamos com a obediência às suas ordens e com as procissões de luto diante do Senhor dos exércitos? Agora, temos por ditosos os arrogantes e prosperam os que cometem a iniqüidade; ousam, até, tentar a Deus e escapam ao castigo. Assim falavam os que temem o Senhor. Mas o Senhor ouviu atento: diante dele foi escrito o livro que conserva a memória daqueles que temem o Senhor e respeitam o seu nome. Eles serão para mim um bem particular – diz o Senhor dos exércitos – no dia em que eu agir; tratá-los-ei benignamente como um pai trata com indulgência o filho que o serve. E vereis de novo que há uma diferença entre justo e ímpio, entre quem serve a Deus e quem não o serve“.

Este texto é do livro do profeta Malaquias, capítulo 3, versículos de 14 a 18. Muitas vezes somos tentados a achar que: “É trabalho perdido servir a Deus. Que ganhamos com a obediência às suas ordens? (as ordens de Deus). É de fato uma tentação o mistério de mesmo estando com Deus, passarmos por tribulações e sofrimentos. Mas para quem resiste e espera em Deus, “serão para mim um bem particular – diz o Senhor dos exércitos – no dia em que eu agir; tratá-los-ei benignamente como um pai trata com indulgência o filho que o serve. E vereis de novo que há uma diferença entre justo e ímpio, entre quem serve a Deus e quem não o serve.

Diante deste texto, eu disse Amém! Diga você também: Amém Senhor Deus! Creio que a felicidade verdadeira está no coração de que quem está Contigo e espera a vitória!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!