A carta de São Paulo aos Efésios, capítulo 2, versículo 19 nos afirma: “Conseqüentemente, já não sois hóspedes nem peregrinos, mas sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus”. Portanto, da mesma forma que as pessoas têm características próprias dos lugares de onde elas são, como sotaque, alimentação, vestimenta, etc… Assim também, o céu tem suas características e, sendo de lá, precisamos tê-las vivas em nós e, mesmo não estando ainda lá, precisamos cultivá-las, para que, quando para lá formos, não nos sintamos estrangeiros lá e sendo assim, não queiramos ou não possamos ficar lá, por não ter hábitos condizentes com o céu.

Portanto, ainda neste mundo que não é o nosso lugar, precisamos treinar, cultivar, mantermos vivas em nós as características de quem é do céu: Alegria, perdão, paciência, pureza, amor…

Edson Oliveira