Como vencer uma fraqueza

Hoje cedo eu li um texto do Ricardo Sá da Canção Nova que falava assim: “Nossas fraquezas não são nossas inimigas! Podem ser luzes nos conduzindo por caminhos que, aparentemente, não levam a lugar nenhum. Entretanto, quando olhadas de frente, apoiadas no silêncio e na oração, também nos dizer quem somos e como podemos ser melhores”

Este tempo de quaresma é um tempo de revisão de vida. Tempo de se avaliar. É certo que nesta revisão, nesta avaliação, você vai se deparar com fraquezas, com situações perturbadoras e até mesmo com os chamados “pecados de estimação” – aqueles que sempre nos acompanham, que embora confessemos, insistem em permanecer a nosso lado. Nesta hora, o melhor a fazer é com serenidade, reconhecer esta fraqueza, não se condenar, mas olhando para a tal fraqueza, investir naquilo que é força. Explico isso: É na verdade, tirar o foco da fraqueza. Quando focamos em algo, damos a isto um valor que ele não tem; acabamos valorizando demais. Quando tiramos o foco, aquilo vai se esvaziando, perdendo o brilho. Quer um exemplo? Você está acima do peso. Ao invés de ficar se condenando, deprimido, se olhando no espelho se acusando, etc etc etc, foca na sua saúde: Vai a um médico, busca ajuda…

Tudo é questão de foco. Fraquezas nos dominam porque damos a elas o valor que elas não têm; por isso é que nos dominam.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *