Jesus, diante de tantos questionamentos dos fariseus, disse-lhes: “Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede”. Isso está no evangelho de São João, capítulo 5, versículo 35. É claro que Jesus fala de uma fome e de uma sede não convencionais, como fazer uma refeição e tomar um copo d’água. A fome e a sede citada por Ele, são os desejos mais íntimos do ser humano como: Alegria, paz, felicidade, amor, sucesso, justiça… Há em nós, uma fome e uma sede tão grande, que nada sacia. Por isso, por exemplo que há corrupção: O ser humano tem fome e sede de conforto, de realização pessoal. Daí, alguns se tornam gananciosos, se corrompem, exploram e, quanto mais conseguem, mais querem. Na sexualidade é a mesma coisa: Muitos, pela fome e sede de amor, confundem com sexo. Daí, buscam saciar a fome e sede de amor no sexo e nunca se realizam afetivamente.

Enfim: Jesus foi claro. Ele é pão, o alimento que sacia nossa fome e nossa sede. Alimentar-se d’Ele na Eucaristia, na Palavra e na oração é garantia de equilíbrio. Assim como o corpo precisa de alimento todo dia, a alma também precisa. Nossos desequilíbrios surgem, por falta de nos alimentarmos de Deus! E da mesma forma que refeição tem que ter hora, disciplina, se não adoecemos, nossa vida com Deus também. Por isso, em meu livro A Ajuda que vem do Alto, dedico um capítulo a este tema. Segue abaixo:

LEVANTE SUA TENDA

Rezar não é difícil como alguns julgam ser. Nestes dois versículos em negrito, encontra-se uma definição perfeita de como rezar:

 “Moisés foi levantar a tenda a alguma distância fora do acampamento. (E chamou-a de tenda de reunião).” Êxodo, capítulo 33, versículo 7.

“O Senhor se entretinha com Moisés face a face, como um homem fala com seu amigo.” Êxodo, capítulo 33, versículo 11.

Para rezar é preciso seguir alguns passos descritos aqui:

1)               Levante como Moisés, sua tenda (Tenha um lugar para rezar);

2)            A tenda ficava a uma distância, fora do acampamento (A oração deve ser feita longe do barulho, das pessoas, sem tv ligada… O lugar deve ser silencioso, um cantinho, que pode ser seu quarto mesmo);

3)            Como um homem fala com seu amigo. O momento de oração é momento de intimidade, de alegria, de entretenimento. Como é bom estar com um amigo, com quem se é livre! Como é bom estar com alguém que nos conhece, alguém diante de quem não precisamos fingir ou seguir regras de etiqueta! Como é bom estar diante de alguém onde podemos ser nós mesmos, gritar, chorar, rir, sem medo de críticas ou punições… Assim devemos ser diante de Deus em nossa oração: Livres, falando com Ele, como se fala a um amigo!

Mãos a obra: levante sua tenda longe do barulho, da agitação e fale com Deus como quem fala com um amigo!

Obs.: O livro A Ajuda que vem do Alto, você adquire acessando o site www.ajudadoalto.com ou ligando: 41 9837-6961

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!