Lendo o evangelho de São João, capítulo 15 versículo 16: Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça”, vi que uma pessoa pode passar pela vida de três formas:

1- Sem produzir frutos: Ao estilo “deixa a vida me levar”. 2- Produzindo frutos: Simplesmente fazendo aquilo que deve ser feito ou fazendo o que a maioria faz. 3- Produzindo frutos que permanecem: Deixando uma marca, fazendo a diferença.

Uma coisa é estudar. Outra coisa é estudar e se profissionalizar. E coisa grandiosa é fazer a diferença naquilo que estudei e me profissionalizei, deixando uma marca de seriedade, de empenho, de fidelidade, uma herança; onde alguém um dia vai ver e dizer: Quero fazer como essa pessoa fez.

Uma coisa é casar. Outra coisa é constituir família. E coisa grandiosa é dar à família o verdadeiro sentido de família; educar os filhos como Deus quer e não deixar que a falsa liberdade do mundo os conduza.

Uma coisa é ir à Igreja. Outra coisa é servir na Igreja. E coisa grandiosa é se inserir na Igreja; amar a Igreja apesar de ver erros que pessoas cometem, pondo os talentos a serviço.

Eis o desafio: Não basta passar pela vida. É preciso nesta passagem, produzir frutos e não somente produzir frutos. Os frutos têm que permanecer.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!