Lidando com a frustração de não ser reconhecido pelo que fez.

Por mais que façamos algo sem interesse de recompensa ou de ser reconhecido por tal feito, todos gostamos de reconhecimento, de ser valorizados, de pelo menos um muito obrigado. O versículo 1, do capítulo 6, do evangelho de São Mateus, nos propõe um caminho de maturidade: “Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu”.

De onde se origina nossa frustração com as pessoas que não nos reconhecem ou que não reconhecem nossos feitos? Se origina justamente pelo fato de fazermos algo ou agirmos em prol de pessoas, ao invés de fazermos ou agirmos por ser o correto a fazer ou por ver no outro a presença de Deus.

Resumindo: Maturidade é fazer algo ou agir não simplesmente em prol de pessoas, mas por ser o correto ou por ver no outro a presença de Deus. Quem assim conduzir sua vida, não viverá frustrado por não ter sido reconhecido pelos homens mesmo diante das boas obras que fez.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *