O tempo certo para o relacionamento sexual

A pressão em manter-se ou não virgem até a data do casamento é uma discussão antiga. Sabe-se perfeitamente que isso não é uma constante nos relacionamentos. Geralmente, o jovem casal de namorados se permite antecipar o ato sexual sob o pretexto de que o amor que sentem é suficiente para chegar a esse fim. O resultado é sempre desastroso.

A mulher, dotada de uma sensibilidade ímpar, espera encontrar um companheiro que a enxergue além de uma “máquina de obter prazer”. O homem, geralmente criado num ambiente machista, acredita, muitas vezes, que é papel da mulher somente lhe dar prazer. Se não houver uma compreensão dos dois, teremos um relacionamento vazio, uma vez que somente o sexo não torna alguém feliz.

Todo mundo sabe que sexo é bom e faz bem, mas o mau uso dele deixa marcas impagáveis. Transar por pressão é perder a individualidade e entregar-se a alguém que não merece o nosso respeito e a nossa consideração. Muita gente erra, porque não sabe esperar, e por não saber esperar, vive num dilema de não esperar mais nenhuma novidade para sua vida.

Sexo sem amor traz mais dor do que alegrias. Ninguém nunca se arrependeu de ter esperado um pouco mais e, com paciência, colher os frutos reservados àqueles que souberam semear a espera no tempo de namoro e noivado. Quem quer ser feliz terá de seguir muito mais o coração do que a opinião da multidão.

Que ninguém se sinta obrigado a perder a virgindade sob o pretexto de ser taxado de atrasado ou coisa parecida. Viver é muito mais do que colecionar relações vazias, regadas a momentos de prazer (é verdade), mas destituídas de significados. Sexo é bom, melhor ainda é saber quando e com quem queremos viver este momento inesquecível.

Fonte: Portal cancaonova.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *