opçãoProvavelmente, aqui está uma das falas de Jesus que mais causam espanto. São os versículos 51, 52 e 53 do capítulo 12, do evangelho de São Lucas: “Vós pensais que eu vim trazer a paz sobre a terra? Pelo contrário, eu vos digo, vim trazer a divisão. Pois, daqui em diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três; ficarão divididos: o pai contra o filho e o filho contra o pai; a mãe contra a filha e a filha contra a mãe; a sogra contra a nora e a nora contra a sogra”.

Jesus é bem claro quando diz que veio trazer a divisão. Sim, porque não há meio termo: Ou alguém segue a Jesus ou não segue. E sempre que alguém opta por algo na vida, vai necessariamente deixar outras coisas de lado. E é nesse ponto que surge a divisão na família. É na família que todos se conhecem. Sabem da história, dos erros e dos acertos uns dos outros. E quando alguém opta por Jesus, por uma vida em Deus, surgem as confusões: “ficou doido”, “pra que rezar tanto?”, etc, etc, etc.

O que fazer? Abandonar a família e seguir a Deus? Abandonar a experiência com Deus e fazer os gostos da família? Nenhum nem outro. É uma questão de opção. Não precisa ter briga. É preciso ter clareza da opção feita. Mas se a pessoa que fez a opção não estiver resolvida, possivelmente abandonará a opção ou vai se isolar dos que lhe são contrários. E isso não é bom…

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!