falarA palavra é algo muito poderoso. Ela externa desejos interiores. Por ela, o ser humano defende, acusa, liberta, condena. A palavra ainda, atrai sobre quem a pronuncia, o bem ou o mal; a bênção ou a maldição. A palavra por fim, pode implantar no coração de quem a ouve, os mais nobres e também os piores sentimentos, levando seu ouvinte a ter toda uma vida direcionada por aquilo que ouviu. Pela palavra, o ouvinte pode ser estimulado, encorajado, mas também tornar-se um fracassado.

O evangelho de São Marcos, no capítulo 7, versículos 24 e 30 nos fala de uma mulher que era pagã, mas vendo sua filha possuída por um demônio, procurou Jesus. Este, se recusa atendê-la, porque até então, Ele compreendia Sua missão apenas entre os Judeus. Ao ouvir a recusa de Jesus, a mulher Lhe responde: “também os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem das migalhas dos filhos”. Jesus então lhe responde: “Por causa desta palavra, vai-te, que saiu o demônio de tua filha. Voltou ela para casa e achou a menina deitada na cama. O demônio havia saído”.

Aquela mulher, diante de sua filha oprimida pelo mal, proferiu palavra de bênção. Palavra esta, que comoveu e convenceu Jesus. E por isso, sua filha foi liberta. Note bem: A palavra convence! O ouvido mais próximo à sua boca é o seu. Portanto, o que você fala, convence primeiramente você. Se você fala coisas negativas, disso você se convence. Se você fala coisas boas, do bem você se convence e terá forças para enfrentar e superar seja o que for!

Edson Oliveira