“O sentimento não é reprovável. O consentimento sim.”

sentimentoHoje, logo cedo recebi por email esta frase atribuída ao Santo Padre Pio: “O sentimento não é reprovável. O consentimento sim.”. De fato, porque somos humanos, estamos suscetíveis a todo tipo de sentimento: Raiva, tristeza, mágoa, ciúme, inveja… E o problema não é sentir tudo isso, mas consentir tudo isso…

Sentimento diz de sensibilidade, de estar suscetível a algo. Consentir é permitir, dar licença, tolerar… Diante de um sentimento ruim, é preciso ter duas atitudes:

1- Não se condenar, nem se punir. Se sentimos é porque estamos vivos.

2- Não consentir, não dar permissão a esse sentimento; e isto se faz pela oração de renúncia. Importante que esta seja feita com palavras. Pois quando falamos, nos comprometemos. Exemplo: Senhor Jesus, eu (seu nome) renuncio a esta raiva. Não dou consentimento, não autorizo esta raiva a me conduzir, pois só Tú és o meu Senhor Jesus!

Feito isto, pode ter certeza: Ainda que os sentimentos maus venham, eles não o conduzirão!

Edson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *