castidadeSe você, quando jovem, conseguiu guardar sua castidade, hoje é o dia de se decidir a continuar neste caminho de pureza. Assim como eu assumi esse compromisso e como padre vou guardar a castidade por toda a vida, decida-se você também a guardá-la para sempre, se essa for a sua vocação.

Da mesma forma, se você é chamado ao matrimônio, decida-se a permanecer casto até o casamento, para depois continuar a viver a castidade própria do sacramento do casamento.

Porém, se você perdeu a virgindade, o Senhor também lhe diz: “Vem e segue-me!” E você pode dizer: “”Sim, Senhor, eu Te sigo! Se hoje o Senhor me pede que eu guarde a castidade, daqui para frente eu me comprometo Contigo, Senhor, a guardá-la. Quero ser casto! Quero ser puro!”.”

Dê a sua resposta ao Senhor, mesmo que, no passado, você não tenha vivido fatos dos quais se arrependa. Se você é casado, saiba que também é chamado a viver a castidade e a pureza dentro do sacramento do matrimônio. A vida conjugal não se opõe à pureza. É bem o contrário disso. É preciso que os cristãos aprendam a viver a vida conjugal de maneira pura e casta. Se você é chamado ao matrimônio, à vida religiosa, ao sacerdócio ou à vida em comunidade, seja qual for o seu estado de vida, quem o chama é o Senhor.

Fonte: Portal cancaonova.com – Padre Jonas Abib

DEIXE SEU COMENTÁRIO!