O que separa um casal?

casal 2O que separa um casal? Gostaria de fazer uma reflexão…

Por exemplo, uma das coisas que faz separar o casal é a mentira porque ela corrói a unidade, a fidelidade e a confiança. O pai da mentira é o demônio. É pela mentira que o demônio acaba com muitos casamentos. Um padre exorcista disse que o demônio tem ódio de um casal que se ama. O demônio separa o casal. Pensa no seu coração: Será que eu ando mentindo para meu esposo/esposa? Renuncie à mentira.

Outra coisa que separa o casal muitas vezes é o dinheiro. Disse um psicólogo que o que separa o casal é o dinheiro que sobra e não o que falta. Entre o casal o dinheiro é “nosso”. É preciso pensar juntos o que fazer com o dinheiro. Temos que entender que num casamento não pode mais existir a primeira pessoa no singular: eu, meu… temos que trocar por: nós, somos… Por exemplo: Nós vamos ou não vamos trocar o carro? Nós vamos ou não vamos comprar uma casa? Até digo que seria mais interessante no casamento se na hora de comprar uma camisa ou um vestido, você leve seu esposo/esposa para dar opinião. Se ele/ela não gosta, não compre. A primeira pessoa que tenho que agradar é o meu esposo ou esposa.

Outra que separa muitos casais é a reprovação. Acusar, apontar o dedo é muito perigoso. A palavra demônio significa “acusador”. Marido e mulher não podem ficar se acusando mutuamente. É preciso saber chamar a atenção do outro com delicadeza, mas não ficar pegando no pé, é só na hora que precisa. Uma forma de corrigir o outro é, em primeiro lugar, rezar por ele ou ela antes de conversar; segunda coisa: escolha a hora certa, deixe a pessoa se acalmar; terceira coisa é saber o lugar certo. Não faça isso na frente de outras pessoas, é indelicado. Se precisa dizer algo tem que ser no quarto com as portas fechadas, só você e ele/ela; as crianças não tem que ouvir. O casal não tem que discutir tem que dialogar. Quando o casal está nervoso está brigando, quando está calmo fala-se com amor; quarta coisa: escolha o jeito certo de falar. As pessoas extrovertidas, sanguíneas já chegam explodindo, brigando. Comece devagar. O segredo para corrigir do jeito certo é antes de apontar um defeito apontar primeiro uma qualidade. Isso funciona como uma anestesia do ego porque o ego não gosta de ser corrigido, porque ninguém gosta de ser corrigido porque somos orgulhosos. Um ensinamento muito importante: temos a péssima mania de olhar nas pessoas primeiro os defeitos e somente depois as qualidades. Ninguém põe apelido no outro pela qualidade, são todos a partir de defeitos. Então, cuidado! Antes de apontar um defeito para a pessoa, mostre uma qualidade. Isso faz bem para a pessoa.

A falta de consideração, ou seja, a displicência faz mal para o casal. Essa displicência é falta de atenção, de carinho. Os psicólogos dizem que no casamento os casais devem dizer, ao menos uma vez ao dia, um ao outro, uma palavra carinhosa porque isso é como a água que você põe na planta para ela crescer. Se não colocar água ela morre. Dê um pouquinho de amor todo dia para o seu esposo/esposa para que a planta do amor não morra. Posso até ser displicente com os outros, mas não posso ser displicente com minha esposa/meu esposo. Por que muitos casais não estão bem na vida sexual? Porque falta amor. Sexo é manifestação de amor, onde se celebra o amor do casal. O que acontece com um casal que não tem amor? O ato sexual não tem harmonia. E a mulher é extremamente sensível no ato sexual, muito mais que o homem. Foi Deus quem fez assim. E por que a mulher é tão sensível em relação ao sexo? O padre João Mohana, especialista em casamento, disse que o homem oferece amor para receber sexo e a mulher oferece sexo para receber amor. Muitos casais estão com a vida sexual arrebentada por causa da falta de amor.

Até a religião pode separar um casal. Não deixe que a diferença de religião seja motivo de briga. A esposa pode dizer: “Meu marido não deixa eu ir no grupo de oração”. Então não vá ao grupo de oração, e diga para ele que você não vai para não causar briga entre vocês, mas que ele vai responder diante de Deus por não deixá-la ir.

As comparações também podem separar um casal. Cada casal é único. A beleza de um casal é ser exatamente único.

Outra coisa que separa o casal é o temperamento. Minha esposa era completamente diferente de mim. Ela não era de estudar e nem de pregar. Ela gostava de uma boa conversa na cozinha. Mas, nós nos entendemos bem porque houve aceitação.

O que Deus disse? Crescei e multiplicai. Isso faz um casal feliz!
Não tenham medo de ter filhos porque os tempos estão difíceis. Onde está a nossa fé? Medo é falta de fé.

Teve um casal que eu conheci que teve 24 filhos: Sr. e Sra. Guatura. Eles não tinham medo da vida mesmo com poucas condições financeiras. Tinham fé e disposição para criá-los.
São João Paulo II disse: Não tenham medo da vida. A Igreja fala da paternidade responsável. Então se você pode ter 2 filhos, tenha 2. Se você pode ter 10, tenha 10… mas tenha seus filhos. O Papa Francisco disse: tenha os filhos que puder criar.

Quando Deus dá algo para nós, Ele só dá coisa boa! Então se Deus esta dizendo “crescei e multiplicai”, Ele está dando algo que vai te deixar feliz.

Eu tenho comigo uma certeza: que quando a gente chegar no céu, Ele vai dizer para muitas mulheres assim: “ô Maria, ô Bernadete… eu te dei um marido que bebia, que xingava e, hoje, você o devolve tão bem, tão melhor”. E Deus vai dizer para muitos homens: “ Ô Pedro, ô Francisco eu te dei uma mulher meio “atravessada”, mas você investiu e está devolvendo uma mulher melhor que a mulher que eu te dei”.

Precisamos fazer o outro crescer. E o que faz crescer? É o amor! O amor tudo crê, tudo suporta, o amor não passa jamais. O amor é mais forte que a morte.

Às vezes, a gente tem que derramar lágrimas no casamento, mas as lágrimas são preces autênticas. Quando você não tiver mais palavras para dizer a Deus entregue suas lágrimas.

O casamento não é uma curtição a dois, é uma missão, e missão é uma ordem que você recebe de Deus, como o sacerdócio que é uma missão. O matrimônio é a nossa missão. Que missão? Crescei e multiplicai. Faça o outro crescer, faça seu esposo/esposa ser santo(a).

Depois de dez anos, quarenta anos de casado você pode dizer: “Eu construí essa mulher/ homem”. Então você está cumprindo sua missão, e é isso que faz a gente feliz!

Eu não tenho alegria maior do que estar com meus filhos e com meus onze netos porque a gente ama aquilo que a gente constrói com amor, suor e lágrimas.

Não tem coisa mais bonita do que ser fiel no matrimônio, e fazendo do nosso lar um céu na terra.

Amém! Que Deus lhes conceda essa graça.

Fonte: Portal cancaonova.com – Professor Felipe Aquino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *