O-Cristão-e-as-leis-civis“Pois a autoridade está à serviço de Deus para te levar à prática do bem.

Essa realidade é muito clara por exemplo com relação à força policial. Quem pratica o bem, não tem o que temer. Já quem rouba, assalta, sequestra, causa desordem entre outras coisas, teme a força policial que está instituída para reprimir quem não pratica o bem.

Não só… extenda às leis de transito, aos cuidados com o meio ambiente, às leis acadêmicas, às leis na Igreja, na empresa, na sua casa…

Porém, esta autoridade deve estar à serviço de Deus, para promover o bem. E quando isso não acontece?

E quando se fazem leis injustas que não estão à serviço do bem? O cristão deve aceitar?

Não, absolutamente!

Por exemplo: Uma lei que permite EUTANÁSIA, uma lei que permite ABORTO, qualquer lei que, sobretudo coloque a autoridade humana acima da autoridade de Deus, não pode ser aceita pelos cristãos.

Isso significa que os cristão devem fazer rebelião, agitações, quebradeiras…?

Claro que não, mas pelo exemplo e firme convicção de fé, o cristão deve manter seu pensamento nas leis de Deus, a prática do bem, o respeito a quem pensa ou age de maneira diferente, mas nunca ceder à pressão social para com isso negar a fé no seu Salvador.

Hoje, as leis humanas estão dando direito de igualdade social a casais homossexuais, tal como é com casais heterossexuais, o que acarreta numa mudança social e sobretudo moral que bate de frente com a orientação de Deus e a própria natureza humana no que toca a definição sexual e a definição de família. Essa situação causa uma grande interferẽncia em nossas famílias cristãs, principalmente na educação das crianças.

As pessoas são livres para fazer da sua vida sexual o que quiserem, arcando com as consequencias próprias de cada decisão, mas uma lei não pode obrigar aqueles que estão em formação e tem famílias cristãs a absorver uma educação para um pluralismo sexual desde os primeiros anos de ensino fundamental. Segundo os homens é uma lei para o bem, mas para Deus não! É contra a Sua autoridade. Assim sendo, os cristãos tem o direito e o dever de questionar esta lei e de não aceitar vivê-la nem como sujestão e muito menos como imposição. Ainda que custe caro, ainda que custe a vida!

Leia o trecho em Rm 13, 1-7

Na Bíblia cnbb página 1395

Título: Deveres cívicos

Promessas

Rm 13, 2

“Portanto, quem se opõe a autoridade resiste à orientação de Deus; e tais rebeldes atrairão sobre si a condenação.”

Ordens

Rm 13, 3b.5-7

“Queres não ter medo da autoridade? Pratica o bem e serás por ela elogiado.”

“Por conseguinte é preciso obedecer, não somente por medo do castigo, mas sobretudo por motivo de obediencia. Pela mesma razão, pagais impostos; os funcionários que os recolhem fazem-nos como ministros de Deus. Dai a cada um conforme lhe é devido: seja imposto, seja taxa, ou, também o temor e o respeito.”

Princípios eternos

Rm 13, 1-3a.4

“Todos se submetem às autoridades que exercem o poder, pois não existe autoridade que não venha de Deus, e as autoridades que existem foram estabelicidas por Deus. Portanto, quem se opõe a autoridade resiste à orientação de Deus; e tais rebeldes atrairão sobre si a condenação. De fato, não há razão para temer o magistrado quando se pratica o bem, mas somente quando se pratica o mal.”

“Pois a autoridade está à serviço de Deus para te levar à prática do bem. Caso, porém, pratiques o mal, terá motivo para temê-la. Não é sem razão que ela traz a espada. Ela está a serviço da ira de Deus para punir quem pratica o mal.”

Qual a mensagem de Deus para mim hoje?

Obedecer às leis civis sim, desde que estejam à serviço do bem e de acordo com a autoridade de Deus.

Como posso pôr isso em prática?

Como bom cristão, conhecer a lei de Deus, sua palavra e seu pensamento para obedecer às leis civis dando exemplo e em corerência com a minha fé.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Fonte: Portal cancaonova.com