perdoar-21Ser perseguido, sofrer tribulações vindas por parte de pessoas alheias à nossa realidade, é normal e até compreensível (apesar de que, cada um deveria ser respeitado na sua realidade); Mas… não deixa de ser um tanto quanto compreensível. Mas sofrer perseguição dentro de um ambiente onde se espere acolhida, especialmente, Igreja, dói demais e fere muito. A respeito disso, fala o profeta Oséias no capítulo 9, versículo 8: “Efraim, o povo de meu Deus, espreita o profeta, arma-lhe ciladas em todos os caminhos, e persegue-o até na casa de seu Deus“.

Como agir então, diante disso?

1- Entenda que apesar de estarem na Igreja, as pessoas não são anjos e nem demônios, são simplesmente pessoas, que têm ciúme, inveja, histórias de vida complicadas, traumas…

2- Reze por esta pessoa. A oração tem o poder de transformar a pessoa, mas sobretudo você, não permitindo o cultivo de mágoas, vingança, nem ódio, além de lhe dar a Graça de “entrar no coração” da pessoa e compreender a sua história, suas ações e reações.

3- Não torne-se igual, nem pior. Não faça o jogo do “dar o troco”. Seja diferente, faça a diferença. Trate aquela pessoa de forma superior; como você gostaria que fosse tratado. Se não estiver aguentando mais, peça ajuda. Mas peça a alguém que de fato lhe ajudará e não a alguém que vai por mais “lenha na fogueira”.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!