É preciso ser dócil ao Espírito Santo!

No capítulo 34, versículo 16 do livro do profeta Isaías, está escrito: “Buscai no livro do Senhor e lede: nenhum deles (dos animais) faltou, nenhum deles ficou sem seu companheiro, porque assim ordenou Sua boca; Seu Espírito os ajuntou”.

O profeta está dizendo que no episódio da arca de Noé, o Espírito Santo agiu até nos animais, impulsionando-os a juntarem-se dois a dois. Até os animais foram dóceis, aos impulsos do Espírito Santo!

No calendário litúrgico da Igreja, este tempo de páscoa, estes 50 dias que antecedem a festa de Pentecostes é o tempo de clamarmos o Espírito Santo, para sermos dóceis aos Seus impulsos e não aos nossos. Pois se até os animais foram dóceis ao Espírito Santo, triste seria, se nós seres humanos, dotados de razão e conhecimento, não formos, tornando-nos pessoas medíocres, conduzidas pelos pecados, impulsos e emoções vazias… Por isso, peçamos incansavelmente: Vem Espírito Santo! Sim, muitas vezes ao dia peça: Vem Espírito Santo!

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *