Onde e como encontrar a tão sonhada felicidade?

É no salmo 32 que encontramos a seguinte afirmação: “Feliz o povo cujo Deus é o Senhor”. E porque aquele que tem Deus como Senhor é feliz? Porque senhor é aquele que governa, que comanda, que dá a direção. Basta lembrarmos da época da escravidão (logicamente um tempo triste, abominável e vergonhoso da história). Mas no sentido de comando, o senhor era quem mandava no escravo, não tendo assim o escravo, vontade própria. Havia um senhor que o comandava.

É claro que esse senhorio exercido pelos senhores de engenho era algo perverso e diabólico, pois eles não queriam o bem dos escravos, mas simplesmente usá-los como objetos; não os viam como seres humanos. Esses senhores não queriam o melhor para aquelas pessoas, mas simplesmente tendo-os como inferiores, usavam-nos, para que por meio deles, tivessem poder e riqueza, além de não se preocuparem com a história dessas pessoas, nem as respeitarem como seres humanos.

Ter a Deus como Senhor é diferente e por isso o salmo 32 fala de uma felicidade: “Feliz o povo cujo Deus é o Senhor”. Porque diferente do senhor de engenho, Deus tem e quer o melhor para nós. Quer nos direcionar, mostrar o caminho a seguirmos. Ter a Deus como Senhor não é ser escravo, mas conquistar a liberdade de viver na essência a nossa vida, como descrito no livro do Gênesis, capítulo 1, versículo 26: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”. E por sermos imagem e semelhança de Deus, não termos por senhor o ressentimento, a inveja, a ganância, a pornografia e tantos outros senhores que têm tentado nos governar, mas unicamente a Deus. É aqui que se encontra a tão sonhada felicidade!

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *