O maligno quer que frustremos os desígnios de Deus.

É muito comum conversar com pessoas que dizem: “não faço o mal para ninguém, não incomodo ninguém, porque fulano me fez esse mal?” Sobre a resposta a este e outros questionamentos semelhantes, na primeira carta de São João, no capítulo 3, versículo 13 há uma direção: “Não vos admireis irmãos, se o mundo vos odeia”.

O mundo (as pessoas que vivem no reino do pecado, do ódio, distantes da verdade) trazem ódio sobre quem tem o desejo de viver no Reino de Deus. Reino de amor, da verdade, de Luz. Veja, o simples fato de querer ser de Deus, de estar com Ele, de servi-LO, já é o suficiente para enfurecer as forças do mal. Satanás fica furioso e como sabe que não pode nos atingir, pois somos de Deus, criados por Deus, temos a marca indelével do Batismo, se utiliza de pessoas para despertar o nosso pior e assim, nos colocar longe da santidade, da vontade de Deus. O maligno quer que frustremos os desígnios de Deus. E tudo isso, porque ele não entende porque Deus ama tanto, porque Deus tanto fez, faz e fará por amor a nós, criaturas imperfeitas.

Aproximemo-nos de Deus para resistirmos, quando o ódio do mundo se manifestar sobre nós.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *