Hoje, dia da conversão de São Paulo, pouco se fala de Ananias. Figura esta, que teve papel fundamental neste processo de nascimento do grande apóstolo. Ai de Paulo se não fosse Ananias! Foi ele, instrumento escolhido por Deus, para que Paulo recuperasse a visão, e não somente a visão física, mas a visão espiritual e percebesse o caminho errado em que estava e se dirigisse ao caminho certo, como relata o versículo 12 do capítulo 22 do livro dos Atos dos Apóstolos: “Um certo Ananias, homem piedoso e observador da lei, muito bem conceituado, veio ter comigo e disse-me: ‘Irmão Saulo, recobra a tua vista'”.

Falar de Ananias é falar que ninguém caminha sozinho. É preciso ter ao lado alguém com quem possamos contar, nos abrir, falar das coisas mais íntimas que muitas vezes guardamos e por isso nos entulhamos e não crescemos. Evidentemente, Deus é tudo e precisa ser o nosso tudo. Mas da mesma forma que aconteceu com Paulo, quer Deus que aconteça conosco: que tenhamos “um Ananias” que nos ajude a recobrar a visão, sempre que esta estiver ofuscada por alguém, por um sofrimento, por uma tribulação… Que tal pedir a Deus para que venha até você “um Ananias” para lhe ajudar a enxergar melhor aquilo que seus os olhos não têm sido capazes de enxergar?

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!