Compreenda por que devemos romper com os vícios

Você precisa agir como o jardineiro, que sempre vai ao canteiro arrancar o mato. Por mais bonito que seja o jardim, sempre há algum mato. Um canteiro bem afofado, preparado, regado, é terreno fértil para o bom crescimento da tiririca (também conhecida como junça, hamassuguê, capim-dandá, cebolinha, erva-côco, junça-aromática, tiririca-comum. Se desenvolvem horizontalmente e verticalmente que podem se aprofundar até 40 cm). Portanto, é preciso estar sempre atento. Há um provérbio chinês muito sábio que diz assim: “Não é a erva daninha que mata a planta, é a preguiça do agricultor”.

Não adianta, no entanto, arrancar superficialmente a tiririca.Você tem de atingir o bulbo, a batata que gera toda a planta. É preciso que façamos isso em nossa vida. Continuamente, temos de decretar guerra ao pecado, ao usurpador do trono do nosso coração. Seja você quem for – homem ou mulher, jovem ou adulto –, não ceda à droga nenhuma, porque ela escraviza. Jogue fora o cigarro hoje mesmo, imediatamente.

Se for preciso, busque ajuda. Queira acabar com a droga que entrou em sua vida, porque ou você acaba com ela ou ela acaba com você. Você não pode continuar se embebedando, mesmo apenas nos fins de semana. A quem cedemos o trono do nosso coração? Ou é ao rei Jesus ou ao príncipe deste mundo. Não dá para brincar!

Fonte: Portal cancaonova.com – Padre Jonas Abib

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *