“Tendo Jesus navegado outra vez para a margem oposta, de novo afluiu a Ele uma grande multidão. Ele se achava à beira do caminho, quando um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo, se apresentou à sua vista e lançou-se-lhe aos pés, rogando-lhe com insistência: ‘Minha filhinha está nas últimas. Vem. Impõe-lhe as mãos para que se salve e viva’. Jesus foi com ele, e grande multidão O seguia, comprimindo-O” (Mc 5,24).

Jairo estava com o coração na mão. A vida de sua filha se esvaía e ele, preocupado, angustiado, sem solução humana, percebeu que Jesus poderia ajudá-lo.

Que angústia você traz no coração? Que peso carrega em sua alma? Que preocupação, fardo o acompanha? É algo pessoal? É seu casamento, namoro ou trabalho? É uma pessoa querida? Seu filho, sua filha? Seu marido, sua esposa? Seus pais? Qual é o problema? É um vício? Você está em situação de conflito?

Cada um de nós é Jairo, que recorreu a Jesus no sofrimento. Diga: ““Hoje, dirijo-me a Ti, Senhor, com o coração na mão, com a mesma confiança e a mesma fé de Jairo. Eu ponho meus problemas e meu coração em Tuas mãos; e o faço, porque sei que tens a solução que eu não tenho, a solução que eu busco e não encontro. Eis-me aqui, Senhor, eu sou aquele Jairo”.”

Fonte: Portal cancaonova.com – Padre Jonas