“Quero confidenciar a vocês como leio a minha velha Bíblia. Frequentemente a pego, a leio um pouco, depois a deixo de lado e me deixo olhar pelo Senhor. Não sou eu que olho para Ele, mas Ele que olha para mim: Deus está realmente ali presente. Assim me deixo observar por Ele e escuto – e não é um certo sentimentalismo – percebo no mais profundo de meu ser aquilo que o Senhor me diz…
Às vezes [Ele] não fala: e então não ouço nada, somente vazio, vazio, vazio…Mas, paciente, permaneço lá e O espero assim, lendo e rezando…
Rezo sentado, porque me faz mal ficar de joelhos. Às vezes, rezando, até mesmo adormeço, mas não tem problema: sou como um filho próximo ao seu pai, e isto é aquilo que conta!”Papa Francisco 03/12/2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!