Bom Líder deve motivar e estimular seus colaboradores, diz especialista

Todo bom líder deve procurar manter sempre acesa a chama da motivação, bem como estimular esta ação em seus colaboradores. Fatores externos podem contribuir para motivar subordinados, mas cabe lembrar para que alguém se mantenha motivado, é necessário um despertar interno capaz de gerar iniciativas, vontade de mudar as coisas e persistir em busca de soluções.

Entretanto, muitos seres humanos acreditam que a motivação está apenas ligada aos estímulos externos. No entanto, não é bem assim. Por exemplo, alguém pode assistir uma palestra de um renomado showman  resultando em uma grande satisfação que gere enorme motivação pelos estímulos gerados. Porém, talvez em menos de uma semana após o evento o indivíduo poderá estar desmotivado.

Em outras palavras, fatores externos motivadores podem agir como semeadores, mas é a pessoa que decidirá se internamente fará com que ocorra a germinação das sementes lançadas, regando-as, adubando-as, permitindo que floresçam e produzam bons frutos.  Desta forma, percebe-se que o processo interior para alguém manter-se motivado é primordial, caso contrário, nenhum estímulo externo funcionará.

Os que costumam atribuir que a motivação é resultante apenas de fatores externos, são como àqueles que vivem da ilusão de que ter bens materiais é o suficiente para a obtenção de toda a felicidade. É claro que possuir bens é importante para o conforto familiar e pessoal, mas isoladamente não é o suficiente para manter alguém motivado. Aliás, existem outros aspectos que podem ser bem mais motivadores, como ter saúde, família, amor, reconhecimento, um bom emprego, amigos verdadeiros entre outras coisas importantes que não tem valor material capaz de comprá-las.

Muitos autores já abordaram a temática motivação. Maslow, um dos mais conhecidos destes e muito citado em trabalhos acadêmicos, até criou uma pirâmide para ilustrar a sua teoria. Entre os fatores motivacionais apresentados, o autor relaciona os fatores motivacionais por meio das necessidades: fisiológicas, segurança, sociais, autoestima e autorrealização.

Lideranças negativas e positivas

Alguns indivíduos almejam se tornar líderes acreditando que a liderança significa mandar nas pessoas para que estas atendam os seus desejos. Indivíduos com essa visão são péssimos para comandar e quando têm o poder nas mãos se transformam negativamente conquistando muitos desafetos.

Bons líderes são pessoas de alta percepção e sensibilidade capazes de motivar pessoas. Estes delegam à equipe e permanecem unidos e à disposição para servir cada integrante. Tais líderes chegam a errar com a intenção de acertar. Sabem que o ônus de cometer erros faz parte de quem se arrisca na execução do trabalho, mas que a aprendizagem com o que não saiu conforme o planejado poderá conduzi-los a acertos futuros.

Os melhores líderes são muito disciplinados. Porém, ao mesmo tempo em que são disciplinados possuem a capacidade de quebrar algumas regras. São competentes, possuem ousadia, habilidades, capacidade de arriscar, espírito empreendedor, impulsividade para perseguir sonhos, idealismo, paciência e persistência acima do comum para atingir estrategicamente as metas e objetivos planejados.

O bom líder não se conforma com resultados bons ou ruins.  Mas por quais motivos não se contenta com os bons resultados? Pelo simples motivo que este sabe que sempre há como melhorar os resultados. Desta forma, mesmo quando um bom resultado é atingido, este não permanece inerte sem avaliar como melhorar e obter melhor performance sucessivas vezes.

Um líder que se preze sabe avaliar e reconhecer processos que levaram aos resultados ruins. Analisa meticulosamente os fatos ocorridos aplicando com constância e intensidade conceitos de melhoria contínua.  Tais líderes não são complacentes com a zona de conforto. Pelo contrário, sentem tédio ao lidar com a monotonia que pode ser gerada pela rotina.

Empresas que não possuem líderes capazes de inspirar e motivar, carismáticos, admirados por suas competências entre outras boas qualidades desejáveis, geralmente são organizações mais apáticas onde falta norte, orientação e motivação aos liderados.

As melhores empresas para se trabalhar geralmente possuem lideranças notáveis que funcionam com uma alavanca propulsora inspirando os colaboradores que se influenciam pelos bons exemplos de líderes talentosos, habilidosos e competentes.

Fonte: Portal cancaonova.com – André Prado, Mestre em Educação com Menção em Gestão pela Universidad Politécnica Salesiana Ecuador