“Muitos que o escutavam ficavam admirados e diziam: ‘De onde recebeu ele tudo isto? Como conseguiu tanta sabedoria? E esses grandes milagres que são realizados por suas mãos? Este homem não é o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, de Joset, de Judas e de Simão? Suas irmãs não moram aqui conosco?'” Marcos 6, 2-3

De fato, excetuando o pecado, Jesus viveu em tudo a condição humana. Os que O viram crescer, que conheciam Sua origem humilde e Sua família, ao invés de apoiá-Lo, de Lhe darem apoio, espaço e se alegrarem com Suas conquistas, não O valorizaram. Porém, longe de sentir raiva deles, deprimir-se ou ficar magoado, seguiu Sua missão, com foco no que acreditava. Sim, o primeiro a acreditar no que tinha a realizar era Ele.

Que tal seguir este exemplo e ao invés de sofrer por falta de apoio daqueles que deveriam lhe apoiar, acreditar em si próprio? Se nós mesmos não acreditarmos em nós, como esperar que alguém acredite?

Edson Oliveira