Escrever um livro? Matemática do Criador? Pois é, sabe quem me inspirou? As crianças!

Foi na convivência com as crianças, diante de uma pergunta feita, que fiquei incomodada: “Tia, por que hoje se casam homem com homem e mulher com mulher? Como é isso?”.

Percebi a confusão na cabecinha delas e me senti na responsabilidade de ajudá-las a entender o mais belo plano de Deus, que tem sido tão atacado: a família. A Ideologia de gênero afirma que não existem diferenças sexuais, que o ser humano nasce sexualmente indefinido; de forma que homens e mulheres não são atraídos por pessoas do outro sexo naturalmente, mas obrigados pela imposição social. Confesso que me senti em um campo de batalha, e esse livro será uma arma para combater esse mal que declara guerra às diferenças biológicas, destruindo assim a mais bela criação de Deus: o homem e a mulher.

Professor Felipe Aquino mostra-nos uma explicação de padre Rafael Solano, o qual nos diz que isso não é algo de agora, mas um plano que vem sendo montado. Hoje, encontramo-nos na etapa de inserir isso nas escolas: “O objetivo, agora, é criar um ‘sistema educativo’, pedagógico, dentro do qual um dos passos seja permitir que a pessoa não se sinta reconhecida na sua natureza; que simplesmente, com o passar do tempo, ela mesma possa descobrir qual é o seu estado natural e, assim mesmo, ‘decidir’ se é homem ou mulher. Essa suposta decisão vem acompanhada de um aniquilamento da pessoa, substituindo-a por alguém sem identidade”.

Ainda podemos encontrar várias falas do Papa Francisco sobre o quanto essa ideologia faz mal às crianças. Entre essas falas, cito esta que o Santo Padre, dirigindo-se aos bispos da Polônia, afirmou: “Na Europa, na América, na América Latina, na África e em alguns países da Ásia há verdadeiras colonizações ideológicas. E uma dessas – digo claramente com nome e sobrenome – é a ideologia de gênero!”. “Hoje, ensinam as crianças – as crianças! – que estão na escola: cada um pode escolher o seu sexo. Por que ensinam isso? Porque os livros são das pessoas e instituições que lhes dão dinheiro. São as colonizações ideológicas, sustentadas também por países muito influentes. Isso é terrível!”. Em outra frase, diz-nos o Papa Francisco: “Doutrinar crianças com ideologia de gênero é uma maldade!”

Sabendo de todo esse plano maligno está atingindo as crianças ao nosso redor e lhes trazendo confusão, aceitei o desafio que estava diante de mim. A partir de uma linguagem pedagógica e compreensível ao entendimento delas, veio a iluminação de Deus, ao revelar que, no seu Ato Criador, Ele fez o homem e a mulher à Sua imagem e semelhança (cf. Gênesis 1,27).

União tão perfeita, que resulta em uma soma como acontece na matemática:

Homem + Mulher + Filhos = Família.

É assim que trabalhamos neste livro, uma verdadeira cartilha. Essa, sim, precisa chegar nas nossas casas, nas mãos das crianças. Precisa chegar nas escolas que ainda acreditam numa educação verdadeira. Precisa chegar onde for necessário, para ajudar esta geração linda que Deus nos confia a entender como são especiais e pensadas por Ele, de forma perfeita, sem precisar mudar nada.

Fonte: portal cancaonova.com – Tatiana Ferreira, Gerente geral Infanto – Juvenil Canção Nova