Por que eu deveria fazer o bem a quem não merece?

“Ao entrardes numa casa, saudai-a. Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; se ela não for digna, volte para vós a vossa paz”.  Mateus 10, 12-13

Às vezes, por uma chateação, uma mágoa, uma decepção, cansamos de fazer o bem. E literalmente, dizemos: “cansei. Chega! Fulano não merece que eu o trate bem”. Na verdade, o bem que fazemos, beneficia a nós mesmos. Quando aceito pela pessoa, ficamos com aquela sensação de dever cumprido; se não aceito ou não reconhecido pela pessoa, este retorna para nós, pois fizemos o que deveria ser feito.

Não fazer o bem, porque o outro não merece ou não reconhece, só nos deixará iguais ou piores àquela pessoa. Entendeu?

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *