A capacidade de vendo a todos, ver cada um individualmente.

“Naquele tempo, Jesus, levantando os olhos para os seus discípulos, disse: ‘Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus! Bem-aventurados vós que agora tendes fome, porque sereis saciados! Bem-aventurados vós que agora chorais, porque havereis de rir! Bem-aventurados sereis, quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos insultarem e amaldiçoarem o vosso nome, por causa do Filho do Homem!'” Lucas 6, 20-26

Havia em Jesus uma enorme capacidade de vendo a todos, ver cada um em sua individualidade. Alguém poderia dizer que isso é um Dom. Sim, não ouso questionar, mas é preciso também esforço, pois as pessoas não são iguais. Filhos não são iguais, colegas de escola, de faculdade, não são iguais. Funcionários e clientes não são iguais.

O discurso de Jesus nos mostra que é possível estar com todos, mas tratar cada um na sua realidade. As pessoas estão distantes. Não se olha para cada um individualmente. Prova disso, foi a fala infeliz do procurador mineiro, Leonardo Azeredo (em 10/09/19), “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil. Pra poder viver com os R$ 24 mil. Eu e vários outros já estamos vivendo à base de comprimido, à base de antidepressivo. Estou falando assim com dois comprimidos de sertralina por dia, e ainda estou falando deste jeito. Se não tomasse, ia ser pior do que Ronaldinho”, afirmou em tom exaltado. O maior vencimento recebido pelo procurador foi em junho. O valor líquido foi de R$ 50.104,64, acrescidas de indenização, no valor de R$ 8.984,18 e outras remunerações retroativas/temporárias, no valor de R$ 19.528,84. Somados, o valor dá R$ 78.617,66″. Fonte: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/09/10/caixa-de-doacao-critica-procurador-de-minas-que-chamou-salario-de-r-24-mil-de-misere.ghtml esse procurador sabe olhar pra ele. E no alto da sua arrogância, disse estar vivendo num “miserê”. Ele não conhece o Brasil ou é de fato um homem alienado, egoísta, ganancioso…

Enfim, aprendamos com Jesus a olhar para nós, para todos, mas especialmente, olhar para cada pessoa. Saibamos lidar com cada realidade, conviver com o diferente, tratando cada um na sua individualidade.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *