Cuidado com relações frágeis



“Mas, quando deres uma ceia, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos. Serás feliz porque eles não têm com que te retribuir“. Lucas 14, 13-14

Jesus faz um alerta, sobre a maneira de nos relacionarmos, porque muitos relacionamentos se baseiam na obtenção de lucro, vantagem e prestígio. Não é raro, pessoas que se aproximam de outras por mero interesse material ou mesmo sentimental. Aproximar-se de alguém puramente na gratuidade, sem se preocupar com o “lucro”, dá uma sensação de liberdade e torna os relacionamentos maduros, livres do “toma lá, dá cá”.

Pessoas que se engajam em causas sociais para obter prestígio, se aproximam de alguém superior no trabalho ou na Igreja para obter favores, e até mesmo se tornam piedosas na fé, a fim de que Deus os atenda mais rapidamente que a outros, vivem uma ilusão; constroem relações frágeis que ao primeiro estremecimento, já se desfazem.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *