Olhemos para a Cruz!

Quando Moisés libertou o povo de Deus da escravidão do Egito, partiu com eles rumo à terra prometida. O povo, diante das dificuldades encontradas na caminhada, começou a reclamar de Deus e de Moisés, julgando que a vida de escravos que levavam no Egito era melhor. Assim, se distanciaram de Deus e atraíram sobre si um terrível mal: serpentes venenosas que a muitos mordiam e matavam. O povo se arrependeu e recorreu a Moisés. Este, pediu que Deus tivesse compaixão deles e Deus lhe disse, “faze uma serpente abrasadora e coloca-a como sinal sobre uma haste; aquele que for mordido e olhar para ela viverá. Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste. Quando alguém era mordido por uma serpente, e olhava para a serpente de bronze, ficava curado”. Números 21, 8-9.

Este fato é interpretado pelo próprio Jesus no evangelho de São João, quando diz que “como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem, para que todo homem que nele crer tenha a vida eterna” – João 3, 14-15 – A Bíblia trata a serpente como a personificação do mal e a Cruz é a salvação da humanidade, realizada por Deus em Jesus. A Cruz é remédio que cura o ser humano da ação da serpente maligna que se manifesta através de desamor, ódio, crimes, vícios, doenças… e de maneira especial, nesse tempo de sofrimento que vive a humanidade por causa da pandemia do coronavírus, precisamos olhar para a Cruz. sinal da salvação – cura – libertação de Jesus.

Ó Jesus, que por Teu ardente amor por nós quisestes ser crucificado e derramar Teu sangue para redimir e salvar nossas almas, olhai-me aqui prostrado aos Teus pés, confiante em Tua misericórdia.

Por Tuas dores e pelos méritos da Tua santa Cruz e morte, dignai-Vos conceder-me a graça que Vos peço ardentemente… (fale a graça que deseja alcançar).

E tu, minha mãe, Maria das Dores, ouvi meu apelo, intercedei por mim com teu divino Filho e orai a ele para me conceder os favores e as graças que Vos peço.

Amém.

Pai Nosso; Ave Maria e Glória ao Pai. Invocação “Misericórdia, Santíssimo Crucifixo”.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *