Será que não está na hora de você sacudir a poeira dos pés?

Diante da adesão dos pagãos à Palavra de Deus pregada por Paulo e Barnabé, os Judeus ficaram enciumados e lançaram sobre eles uma grande perseguição, como descrito a seguir: “A Palavra do Senhor espalhava-se por toda a região. Mas os Judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território. Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio. Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo”. Atos 13, 49-52

Por conta desta grande perseguição, “os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio“. E assim fizeram não por covardia, mas porque o foco era pregar a Palavra, tornar Jesus reconhecido e amado e difundir a Sua Igreja, não se detendo em picuinhas, fofocas ou intrigas. Se assim não fizessem, ao invés de fazer o que deveria ser feito (pregar a Palavra, tornar Jesus reconhecido e amado e difundir a Sua Igreja), teriam fixado os olhos naquelas pessoas, cultivando mágoas, tristezas, decepções, tornando-se iguais ou piores que elas.

Assim também, deveríamos agir, quando diante de uma missão, pessoas ciumentas e invejosas se levantam contra nós: sacudir a poeira dos pés e não nos deter na tristeza, na amargura, na decepção; sim, é necessário sacudir o pó da desilusão, o pó do apego, o pó do cansaço por não ter alcançado aquele determinado objetivo e seguir em frente, retomar a estrada, não perder a esperança.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Um comentário sobre “Será que não está na hora de você sacudir a poeira dos pés?

  1. É preciso anunciar, o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, como fez Paulo e Barnabé, por todos os lugares, reavivando a chama, do coração que nos foi dada, a chama do amor, i fogo do espírito Santo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *